Gravação de reunião não sigilosa é ato lícito do trabalhador

TRT-12: Gravação de reunião não sigilosa é ato lícito do trabalhador

A partir desse entendimento, TRT da 12ª região manteve decisão de 1º grau, que reverteu a dispensa por justa causa. O empregado que grava uma reunião de trabalho sobre assunto de seu próprio interesse, sem caráter sigiloso, não comete ato ilícito. A partir desse entendimento, o TRT da 12ª região decidiu manter a decisão de…